É possível dar um basta na papada!

A verdade é que ninguém gosta que essa parte do rosto seja notada e comentada. Ela incomoda tanto mulheres quanto os homens

A famosa “papada” geralmente aparece após os 35 anos de idade, quando a pele começa a ficar flácida por conta do envelhecimento natural, mas esse problema pode surgir em qualquer idade e incomoda tanto mulheres quanto os homens. Em pacientes jovens ela é provocada pelo acúmulo de gordura na região, enquanto nos pacientes mais velhos suas causas são o envelhecimento da parte inferior da face e flacidez da pele, quando a musculatura acaba cedendo para a parte inferior do rosto.

Mas para esse incômodo há soluções. A retirada desta gordura vai depender do grau de flacidez. O cirurgiãooculoplástico, Bernardo Magacho ressalta que em pacientes mais jovens que têm o aumento da camada gordurosa, ou seja, do tecido subcutâneo, o procedimento recomendado é minilipoaspiração, um procedimento considerado seguro que pode ser realizado com anestesia local e não é invasivo. A recuperação é rápida e dura de 5 a 7 dias sem maiores restrições.

Para pacientes com mais idade e com flacidez da musculatura e da pele o problema é corrigido através de procedimentos como minilift. Ele envolve todo o levantamento da papada e da musculatura facial, permitindo que a musculatura fique um pouco mais travada. “Tem uma restrição na mastigação, mas é parcial, nada que limita. A recuperação dura em média 15 dias e o recomendado é que o paciente evite ficar movimentando muito pescoço e cabeça e não pratique atividades físicas durante esse período”, destaca o cirurgião.

Graças ao avanço da estética e da medicina, existem várias técnicas que possibilitam um resultado muito bom no tratamento da papada. De acordo Bernardo, os resultados costumam ser excelentes já que tratam diretamente a papada evitando o retorno da flacidez na área. É importante destacar que o tipo de tratamento a ser escolhido depende de uma avaliação médica individual de cada um, assim como suas necessidades e objetivos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *