Psicomotricidade aplicada a pessoas com autismo é tema de minicurso gratuito em Goiânia

Evento é direcionado a profissionais das áreas da Saúde e Educação,
além de pais e familiares. Participantes terão direito a
certificado emitido pela Faculdade Senai

 

Termina neste sábado, 4 de novembro, o prazo de inscrições para o minicurso “Corpo e Autismo”, que será ministrado pelas professoras de Educação Física e psicopedagogas Cassia Oliveira e Viviane Braga. As atividades são gratuitas e ocorrem na Faculdade Senai Fatesg, à Rua 227-A, no 95, Setor Leste Universitário, das 8h30 às 11h30, no dia 11 de novembro. As vagas são limitadas e a solicitação de matrícula deve ser feita pelo e-mailvoluntariosdaturminha@gmail.com. Os participantes terão direito a certificado de quatro horas.

De acordo com as organizadoras, a intenção do projeto é trabalhar a inclusão e mostrar as possibilidades de expressão corporal e os benefícios de atividades como a dança e a natação para pessoas com autismo.  “Nosso objetivo é colocar em pauta como a psicomotricidade, dentro de uma piscina ou em outros ambientes, favorece o desenvolvimento cognitivo, afetivo e motor de quem tem o desenvolvimento atípico”, explica Viviane Braga, ao destacar que o trabalho de psicomotricidade aquática, no Brasil, tem sido muito forte em Curitiba (PR).

A psicomotricidade é uma ciência que tem como objeto de estudo o homem através do seu corpo em movimento e em relação ao seu mundo interno e externo. Está relacionada ao processo de maturação, onde o corpo é a origem das aquisições cognitivas, afetivas e orgânicas. É sustentada por três conhecimentos básicos: o movimento, o intelecto e o afeto.

NÚMEROS
A prevalência de casos de autismo tem aumentado de forma rápida nos últimos anos, o que acendeu o sinal de alerta da Organização Mundial de Saúde (OMS) e da Associação Americana de Psiquiatria. A última pesquisa  do CDC (Center of Diseases Control and Prevention) – órgão norte-americano próximo do que representa, no Brasil, o Ministério da Saúde – mostrou que, nos Estados Unidos, há um autista para cada grupo de 45 pessoas. Os dados foram divulgados em 2015. Em 2014, o mesmo órgão, embora com metodologia diferente, publicou um estudo com a proporção de 1 a cada 68, número considerado oficial até o momento. As estimativas já apontam para 70 milhões de pessoas com autismo no mundo; 2 milhões somente no Brasil.

Popularmente conhecido como autismo, o Transtorno do Espectro Autista é uma condição do neurodesenvolvimento caracterizada por déficits na comunicação e interação social e também por comportamentos repetitivos e estereotipados. Antes dos três anos de vida já podem ser observados alguns sinais, como alterações no sono, aversão ao contato físico, dificuldade de olhar nos olhos, não responder quando chamado pelo nome, não imitar gestos (como bater palmas, acenar ao se despedir), dificuldade de interação com crianças, entre outros. Se desconfiados, os pais devem relatar suas dúvidas ao pediatra.

Serviço: Minicurso “Corpo e Autismo”
Inscrições: até 4 de novembro pelo e-mail voluntariosdaturminha@gmail.com
Data da realização: 11 de novembro (sábado)
Horário: 8h30 às 11h30
Onde: Faculdade Senai Fatesg – Rua 227-A, no 95, Setor Leste Universitário
— Com certificado de 4 horas para os participantes